Apneia do sono: o que é e como prevenir o problema!

Existem muitos tipos de distúrbios do sono, mas um dos mais comuns – e mais sério – é a apneia do sono. Ele é caracterizado pela breve interrupção da respiração durante o sono e resulta em noites mal dormidas, além trazer danos à saúde. No texto de hoje vamos explicar o que é a apneia do sono, quais as causas e como você pode prevenir ou tratar esse distúrbio. Vamos lá?

apneia do sono

O que é apneia do sono?

A Apneia é um distúrbio do sono caracterizado por episódios repetitivos de pausas na respiração ou períodos de respiração pouco profunda durante o sono. Essas pausas podem ocorrer várias vezes por noite e causam frequentemente dessaturação de oxigênio e microdespertares.

Cada pausa pode durar de alguns segundos a alguns minutos e é comum que sejam antecedidas por roncos altos. Assim que a respiração volta à normalidade, a pessoa pode emitir sons semelhantes a um engasgo ou grunhido. Uma vez que a apneia interfere com a qualidade do sono, as pessoas afetadas podem sentir-se sonolentas ou cansadas durante o dia. Em crianças, a condição pode ser a causa de problemas escolares ou de hiperatividade.

A Apneia Obstrutiva do Sono é um dos problemas que mais afeta a qualidade do sono das pessoas ao redor do mundo. Essa doença crônica atinge 33% da população brasileira, segundo dados do Ministério da Saúde.

 

Tipos de apneia do sono

Existem três tipos de apneia do sono:

  • Apneia obstrutiva do sono (AOS): a mais comum das duas formas de apneia é causada por um bloqueio das vias aéreas, geralmente quando o tecido mole na parte posterior da garganta entra em colapso durante o sono. Em outras palavras, os músculos da parte posterior da garganta não conseguem manter as vias aéreas abertas, apesar dos esforços para respirar.
  • Apneia central do sono: Ao contrário da AOS, as vias aéreas não são bloqueadas, mas o cérebro falha em sinalizar os músculos para respirar, devido à instabilidade no centro de controle respiratório.
  • Apneias mistas: É uma mistura das duas anteriores. Possuem componentes tanto obstrutivos quanto centrais.

Sintomas

Os sinais e sintomas da apneia obstrutiva do sono e da apneia central se sobrepõem, às vezes dificultando a determinação do seu tipo. Os sinais e sintomas mais comuns de apneias obstrutivas e centrais do sono incluem:

  • Ronco alto
  • Episódios em que você para de respirar durante o sono – o que seria relatado por outra pessoa
  • Ofegante durante o sono
  • Despertar com a boca seca
  • Dor de cabeça matinal
  • Dificuldade em permanecer dormindo (insônia)
  • Sonolência diurna excessiva (hipersonia)
  • Dificuldade em prestar atenção enquanto acordado
  • Irritabilidade

Fatores de risco

A apneia do sono pode afetar qualquer pessoa, até crianças. Mas certos fatores aumentam seu risco. Vejam quais são eles:

  • Excesso de peso. A obesidade aumenta muito o risco de apneia do sono. Os depósitos de gordura ao redor das vias aéreas superiores podem obstruir sua respiração.
  • Circunferência do pescoço. Pessoas com pescoço mais grosso podem ter vias aéreas mais estreitas.
  • Uma via aérea estreitada. Você pode ter herdado uma garganta estreita. Amígdalas ou adenoides também podem aumentar e bloquear as vias aéreas, principalmente em crianças.
  • Ser homem. Os homens têm duas a três vezes mais chances de ter apneia do sono do que as mulheres. No entanto, nas mulheres o risco aumenta se estiverem acima do peso ou após a menopausa.
  • A apneia do sono ocorre com muito mais frequência em pessoas mais velhas.
  • História de família. Ter familiares com apneia do sono pode aumentar o risco.
  • Uso de álcool, sedativos ou tranquilizantes. Essas substâncias relaxam os músculos da garganta, o que pode piorar a apneia obstrutiva do sono.
  • Fumo. Os fumantes têm três vezes mais probabilidade de ter apneia do sono do que as pessoas que nunca fumaram. Fumar pode aumentar a quantidade de inflamação e retenção de líquidos nas vias aéreas superiores.
  • Congestão nasal. Se você tem dificuldade para respirar pelo nariz, seja por um problema anatômico ou por alergia, é mais provável que desenvolva apneia obstrutiva do sono.
  • Condições médicas. Insuficiência cardíaca congestiva, pressão alta, diabetes tipo 2 e doença de Parkinson são algumas das condições que podem aumentar o risco de apneia obstrutiva do sono. A síndrome do ovário policístico, distúrbios hormonais, derrame prévio e doenças pulmonares crônicas, como asma, também podem aumentar o risco.
  • Distúrbios cardíacos. Ter insuficiência cardíaca congestiva aumenta o risco.
  • Uso de analgésicos narcóticos. Os medicamentos opióides, especialmente os de ação prolongada, como a metadona, aumentam o risco de apneia central do sono.
  • Ter tido um derrame aumenta o risco de apneia do sono central.

Complicações

A apneia do sono é uma condição médica séria. As complicações podem incluir:

  • Fadiga diurna.
  • Mau humor e depressão
  • Pressão alta ou problemas cardíacos.
  • Diabetes tipo 2.
  • Síndrome metabólica
  • Complicações com medicamentos e cirurgia.
  • Problemas de fígado.

Parceiros privados de sono.

O ronco alto pode impedir que qualquer pessoa que dorme perto de você tenha um bom descanso. Não é incomum um parceiro ter que ir para outro cômodo, ou mesmo para outro andar da casa, para poder dormir.

Fazendo o teste de apneia do sono

O diagnóstico da apneia do sono é baseado na história clínica, exame físico e teste de registro do sono (polissonografia).

Se um clínico geral achar que você pode ter apneia do sono, ele pode encaminhá-lo a uma clínica especializada para exames. Na clínica, você vai receber dispositivos que verificam aspectos como sua respiração e batimento cardíaco enquanto dorme. Você deverá usá-los durante a noite para que os médicos possam verificar se há sinais de apneia do sono.

Geralmente isso pode ser feito em casa, mas às vezes pode ser necessário passar a noite na clínica. O teste pode mostrar se você tem apneia do sono e a gravidade dela.

Tratamentos para apneia do sono

Os tratamentos podem incluir mudanças no estilo de vida, como perder peso ou mudar as posições de dormir, dispositivos médicos como máquinas de CPAP ou cirurgia.

CPAP:

Com o Continuous Positive Airway Pressure (Pressão positiva contínua nas vias aéreas) – também chamada de CPAP – você usa uma máscara sobre o nariz e / ou boca enquanto dorme. A máscara é ligada a uma máquina que fornece um fluxo constante de ar em seu nariz. Esse fluxo de ar ajuda a manter as vias aéreas abertas para que você possa respirar da maneira que deveria. CPAP é o tratamento mais comum para apneia do sono.

Aparelhos orais para apneia do sono:

Os dispositivos dentários podem ajudar a manter as vias respiratórias abertas enquanto você dorme. Dentistas com experiência especial no tratamento da apneia do sono podem projetá-los para você.

Cirurgia para apneia do sono:

Pode ser necessária cirurgia se você tiver um problema de saúde que torne a garganta muito estreita. Essas condições incluem amígdalas aumentadas, maxilar inferior pequeno com sobremordida ou septo nasal desviado (quando a parede entre as narinas está descentralizada).

Medicação:

Drogas como o solriamfetol (Sunosi) podem tratar a sonolência que geralmente acompanha a apneia do sono.

Tratamento da apneia do sono em casa:

Você pode tratar a apneia do sono leve com algumas mudanças no estilo de vida. Seu médico pode recomendar que você:

  • Perder peso
  • Não usar álcool e pílulas para dormir
  • Mudar as posições de sono para melhorar a respiração
  • Pare de fumar.

Como um colchão pode ajudar na apneia do sono?

Uma solução para ajudar a aliviar os sintomas da apneia do sono é trocar o colchão. O colchão certo pode colocar seu corpo em uma posição neutra e abrir suas vias respiratórias para que você possa respirar durante a noite.

Elevar a parte superior do corpo, seja por meio de uma base ajustável ou de um travesseiro especial que regule a altura ideal para você, também reduz os sintomas da apneia do sono. Outra dica é escolher um colchão de firmeza média, que oferece um bom equilíbrio entre conforto e suporte. Temos uma equipe de especialistas que podem explicar a você quais os melhores produtos que poderão te ajudar. Acesse nosso site: http://www.dsonocolchoes.com.br e fale conosco também pelo whatsapp.

Conclusão

Uma noite de sono satisfatória está ligada à qualidade de vida. Distúrbios durante o período  destinado ao descanso podem atrapalhar sua rotina, além de trazer uma série de riscos à saúde. Lembre-se: a apneia do sono tem cura e tratamento, por isso, caso você esteja passando por esse problema, mude os seus hábitos e procure um médico.

× Available from 00:00 to 23:59